Páginas

AUSÊNCIA

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 27.4.09

"Camponesa" - José Malhoa
Hoje, no trajecto que todos os dias me trás de volta à cidade, numa pequena aldeia mergulhada da eucaliptolândia, uma mulher camponesa sachava junto a um corrimão de videiras. O céu estava encoberto e o chuvisco descia do céu num silêncio de túmulos. Ao vê-la, na sua calma de galinhas, pensei o que passaria pela cabeça da senhora... ... A gripe suína? ... O "caso Freeport"? ... O futebol? ... A doença da democracia? ... O "Prós & Contras" de hoje à noite? Duvido. Talvez que depois de cavar junto às videiras, a camponesa pensasse ir apanhar um molho de pasto para as ovelhas e para as cabras e depois tratar do jantar. O mundo, certamente, não passa junto aquele corrimão de videiras...

Comentários (0)

Enviar um comentário