Páginas

ESTADOS DO TEMPO - V

Publicado por António Luís | Marcas , | Publicado em 31.10.09

Final da tarde de hoje (18:30h). A foto é lúcida. O céu quase limpo. 23ºC, um leve vento de Nordeste, uma Lua quase cheia - meia hora depois desta foto espelhava-se no oceano cobrindo-o com um manto de fina prata de lei - e claro, um BAe ATP da SATA, a fazer a final para a pista 05 do aeroporto, umas 4 milhas à sua frente! Há poucos finais de tarde em cujas cadeiras possamos desfrutar tão agradável conjugação...

SINGULARIDADES MADEIRENSES

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 30.10.09

"Lobo Marinho" - Rumo a Porto Santo, frente à varanda de casa, ao final da tarde.
Não vos sei explicar o fascínio que a passagem deste navio frente à minha varanda provoca. É uma passagem diária, bi-diária, até... Uma a rasgar a calmaria deste mar de sul pela manhã, quando o sol ainda afugenta a vergonha lenta do despertar; outra, agora na hora de inverno (essa aberração cozinhada pela ditadura da economia), já embrulhado no breu da noite. O navio, de seu nome "Lobo Marinho", faz a ligação entre o Funchal-Madeira e o Porto Santo. De noite, apresenta-se povoado de luz, com uma "gambiarra" de festa a cobrir todo o convés. Nunca lá pus os pés, nem sequer cheguei perto dele. Tenho até receio que quando o fizer, ele perca a (estranha) magia de que o cubro. Talvez que o que mais me fascina nele seja o seu trajecto rumo ao Porto Santo, uma ilha sossegada, amarelo-dourado, onde não existe o frenesim de latas e gente de que esta mega-cidade entre o aeroporto e a Ribeira Brava é feita. Para as almas desconhecedoras, entre Santa Cruz e a Ribeira Brava, com o Funchal (com 115 mil habitantes) de permeio, viverão perto de 200 mil almas... Contrariamente ao que se julga, a vida na costa sul da ilha, esta colagem de "cidades" e dormitórios do Funchal, não difere muito da palermice que rodeia as maiores cidades do continente. O progresso que o senhor da ilha semeou, acarretou este custo. Milhares de carros, centenas de camiões a rebentar de contentores, motas loucas a acelerar, acidentes que provocam engarrafamentos monstruosos... O "Lobo Marinho", o navio em que nunca naveguei, leva-me daqui para fora. Para o sossego da ilha dourada, a mesma que o senhor da ilha quer relvar a campos de golfe, tacos de milhões, perfumes caros, paddy´s e colossos de fama envergados de pullovers de bico e sapatinhos à foda-se!

BANDA SONORA

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 30.10.09

Dream Theatre - "Metropolis"
Eis uma banda que me suscitou sempre diferentes estados de espírito. Por um lado, um baterista virtuoso e com um estilo bem marcado. Por outro uns vocais irritantes. De resto, são uma banda capaz do bom e do mau, muitas vezes na mesma música. Esta faixa retrata um pouco o carácter errático do estilo, consubstanciando o que atrás referi, ou seja, excelentes momentos com outros em que, lá dizia Diácono Remédios na sua eloquência de método: "Não havia necessidade! Os artistas são bons artistas e..."

ESTADOS DO TEMPO - IV

Publicado por António Luís | Marcas , | Publicado em 29.10.09

Mais um nascer do sol (o de hoje) sobre as Ilhas Desertas (07:25h), sobre o Ilhéu Chão. Não quero transformar esta série de fotos numa espécie de "Passagem do tempo por..." como se faz no Abrupto, mas o que é facto é que todos os dias tenho o privilégio de assistir ao raiar do dia, sempre com diferentes caras, conforme o tempo. Dedico mais esta fotografia, ao Mário, fazendo-nos recuar para algumas alvoradas (curiosamente, o conceito de "alvorada", em certos dias, tinha conotações completamente opostas entre nós... Como diria Octávio machado, "tu sabes do que estou a falar!) no "Castelo do Pico", que também abre largo horizonte para o(s) tempo(s), há um tempo que já se fez maior...

ESTADOS DO TEMPO - III

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 28.10.09

Nascer do dia sobre o mar e as Ilhas Desertas, hoje, 07:30h da manhã. O céu está a ser varrido por um vento de Sudoeste, depois de uma forte chuvada na madrugada. Depois de quase 3 semanas sem chover, pelo menos na costa sul da ilha, a atmosfera surge limpa e mais fresca, com uns simpáticos 21ºC...

NÃO PERDER A MEMÓRIA

Publicado por António Luís | Marcas , , | Publicado em 26.10.09

Segundo Sócrates, este governo que hoje toma posse resultou de uma "extraordinária" vitória do PS. Convém então não esquecer que este governo, inicia funções que poderão levar a 15 anos de governos do PS em 18 volvidos depois do fim do "cavaquismo". Amanhã, como hoje, não haverá desculpas. O País está e estará como está, seja bem ou seja mal, por obra e graça destas "vitórias extraordinárias" e destes igualmente incomparáveis governantes!... No fim de tudo isto, convém, como digo no título, não perder a memória!

O HOMEM

Publicado por António Luís | Marcas , | Publicado em 25.10.09

Alguns dos que me lêem detestam-no.

Eu, apesar de lhe reconhecer excessos de linguagem, algumas falhas e abordagens desajustadas perante algumas situações, não escondo admiração por ele. Por tudo o que se possa dizer e escrever em contrário, o homem ganha sistematicamente as eleições, com mais ou menos votos, sem que se questionem, por mais que insinuem e suspeitem alguns, os mecanismos democráticos que a isso levam. Acredito também que os mais de 30 anos de poder do homem consubstanciem vícios, dependências, subserviências, etc., visíveis na sociedade Madeirense, aliás as mesmíssimas que gravitam à volta dos poderes instalados em qualquer parte do país ou do mundo. Mas se existisse verdadeira vontade de mudança, seria fácil apear o homem do poder em qualquer dos ciclos eleitorais que ocorrem. Nunca se viu ninguém a apontar armas junto às urnas de voto, ameaçando o que quer que seja a quem quer que seja. Mas tal não acontece. Nem coação nem a derrota do homem. Portanto, por muito que se deteste ou adore o homem, ele é e será uma figura incontornável na história de Portugal e da Madeira em particular. Tudo isto para dizer que ontem tive a oportunidade de estar presente no jantar comemorativo dos 99 anos do Club Sport Marítimo, onde o homem se dirigiu aos 600 presentes com notável apropósito, durante 15 minutos, sem um papel escrito que o apoiasse. Comparei-o e à sua verdade discursiva, seja pela simplicidade das palavras proferidas, seja pela sua colocação simples perante as pessoas, ao ex, actual e futuro Primeiro-Ministro que não dispensa o seu teleponto, o seu ar artificial onde tudo parece ponderado ao milímetro, plástico e sem um rasgo de autenticidade... Será por causa disso que, por mais que ele quisesse, nunca ganharia dezenas de eleições que Alberto João Jardim ganhou, nem seria aclamado na rua como o líder madeirense genuinamente é.

ESTADOS DO TEMPO - II

Publicado por António Luís | Marcas , | Publicado em 24.10.09

Amanhecer sobre as Ilhas Desertas, hoje, às 8:45h

ESTADOS DO TEMPO - I

Publicado por António Luís | Marcas , | Publicado em 23.10.09

Céu encoberto até às Ilhas Desertas, há 5 minutos atrás (10:45h)...

NÃO DAR MUITOS SARAMAGOS AOS COELHOS

Publicado por António Luís | Marcas , | Publicado em 22.10.09

Em criança, lá em casa, chegámos a criar coelhos. Umas duas dezenas, mais ou menos. A coisa era caseira e feita à guisa de passatempo. Os bichos eram alimentados com pouca ração e muito pasto, que eu, metódica e diariamente apanhava. Ao fim de semana tinha que apanhar em dobro, ou seja, uns 3 ou 4 sacos de 50 kg... A partir do Outono e com as primeiras chuvas, surgiam pelos campos, muitas plantas a que chamávamos "Saramagos". Vistosas, algumas delas enormes. A sua presença impunha um respeito de monges. Acontece que, na sua sapiência, o meu pai me alertava constantemente que não deveria colher muitos Saramagos para os coelhos, pois a a sua ingestão em excesso pelos peludos bichinhos os punha a "cagar de esguicho" o que, obviamente, era prejudicial para a sua saúde e consequentemente para a qualidade da produção. Portanto, o Saramago é uma planta vistosa, chega a dar flor, mas... Vamos com calma. Aquilo faz "cagar fininho". Aliás, o Saramago é uma planta com familiaridades com os nabos que, como se sabe, comidos em excesso, soltam também a tripa nos humanos. Achei por bem deixar aqui esta experiência de vida, factual, que pode ajudar na compreensão face a uma certa actualidade em que o Saramago surge como uma espécie de planta voraz, espalhando-se por todo o lado, sem que alguém solte o alarme que, tal como os nabos consumido sem excesso, faz os coelhos e os humanos "cagar de fininho".
Nota 1: Este blogue é livre e portanto, o vocábulo "cagar" é admissível. Nota 2: Também tenho histórias com a Bíblia que tenciono contar um dia, por uma questão de "equilíbrio intelectual..."!

ORGANIZEMO-NOS

Publicado por António Luís | Marcas , | Publicado em 21.10.09

Ora bem, uma das singularidades (não, não vou repetir o título no post) mais "curiosas" relativamente aqui à ilha (ainda não escrevi o título, por isso escrevi que não o ia repetir) reside nesta espécie de desengano colectivo. Vejamos. Por um lado, fala-se que há "asfixia" democrática, (este blogue é plural... há aqui singularidades a mais) por outro, um dia destes, alguém "importante" asseverou que "há liberdade a mais na Madeira". Bom, o que se conclui é que: 1 - Alguém está a exagerar; 2 - Alguém está a mentir. Exagera-se porque nunca senti falta de ar. Pronto, uma vez ou outra quando o calor aperta e a humidade é muita, a coisa fica um pouco mais complicada, mas nada de grave. (ainda não sei o título para o post) Alguém mente porque a liberdade que aqui há não é assim tanta. Não se esqueçam que isto é uma ilha e não é propriamente fácil libertarmo-nos das amarras marítimas. Mesmo nadando, o risco de chegar a lado nenhum é bastante sério... Portanto, organizemo-nos. (podia ser este o título) Será.

SINGULARIDADES MADEIRENSES

Publicado por António Luís | Marcas , | Publicado em 20.10.09

Por entre muitas faltas que aqui existem, algumas delas ocultas numa correria diária tão asfixiante como as da main land, (sim, há "horas de ponta", há grandes filas de tráfego junto ao Funchal...), a paisagem entra-nos sem pedir licença, pelo vidro do carro. Falo por mim. Sempre que posso, dou um pontapé na pressa, paro e fico a ver isto. Vale sempre a pena.

SAUDADES

Publicado por António Luís | Marcas , | Publicado em 18.10.09

Deste Herman, ainda no rescaldo das eleições autárquicas!

SINGULARIDADES MADEIRENSES - RÁDIO GA-GÁ

Publicado por António Luís | Marcas , | Publicado em 16.10.09

A rádio aqui na Madeira, de um modo geral, é de fugir.

Depois há singularidades como por exemplo a Antena 1 - Madeira que é uma espécie de híbrido. Explico. Aquilo é uma manta de retalhos, sobretudo as manhãs dos dias de semana. Más de mais para se ouvirem. É preciso paciência. A emissão é regional, pobre em conteúdos e os poucos que tem são os da Antena 1 continental, semeados pela emissão que vegeta mais ou menos aos comandos de uma voz feminina que se limita a ler qualquer coisa parecida com um tele-ponto que é repetido, sistematicamente, todas as manhãs. Já cheguei à fase de levar CD's e ouvi-los, estando-me por isso a borrifar para as manhãs da rádio... Pergunto-me porque razão a Antena 1 - Madeira, não desaparece e dá lugar apenas à Antena 1 "mãe", deixando, claro está, espaços informativos regionais? É que a coisa é ao contrário. Aquilo é regional, pobre, pobre, com pontuais simultâneos nacionais... A TSF-Madeira é igual, pese embora haja mais TSF-Continental do que regional... Singularidades madeirenses que me fazem lembrar uma piada criada por um qualquer jornal inglês que, em dia de temporal no Canal da Mancha, titulou que "A Europa Continental, por causa da tempestade, estava isolada da Inglaterra!"

100

Publicado por António Luís | Marcas , | Publicado em 14.10.09

No post número 100 do Latitude 40, partilho com os meus (poucos mas fiéis) leitores, alguns blogues que por norma visito, se não diariamente, quase e dos quais, obviamente gosto. Sem qualquer ordem de preferência, cá vão: Lei Seca, de Pedro Mexia - A minha estima por ele aumentou sobretudo depois das suas prestações no Governo Sombra da TSF. Portugal dos Pequeninos, do João Gonçalves, quanto a mim, (adore-se ou deteste-se o estilo) o mais irónico e sagaz blogger nacional e que sigo há 4 anos. Delito de Opinião, um blogue colectivo cujas opiniões (umas mais do que outras) sigo com atenção e interesse. Abrupto - Incontornável, mas a perder fulgor. Pacheco Pereira tem-se desgastado de alguma forma, pese embora seja ainda uma referência. O Homem das Tabernas - Um blogue satírico, da minha terra, Penacova. Cidade dos Anjos, do Caroteno, um amigo e um poeta apaixonado! Penacova Actual, do Pedro Viseu - mais um blogue da terra, onde pontualmente colaboro. quando se está longe, queremos estar mais perto... Mar Salgado, um colectivo de que destaco o Filipe Nunes Vicente, da minha cidade de Coimbra. Visita diária a mais um ironista brilhante e culto! Origem das Espécies, de Francisco José Viegas que dispensa elogios... Corta Fitas, outro colectivo que aprecio. Combustões, de Miguel Castelo Branco - Um dos mais esclarecidos monárquicos que leio, sem complexos e com interesse. Tomar Partido, de Jorge Ferreira, que sigo há alguns anos. Leio outros blogues, presentes na lista lateral e outros, não com tanto hábito e que seria fastidioso estar a enumerar. O post 100 é dedicado a todos os que leio e que me lêem!

OS IDEÓLOGOS

Publicado por António Luís | Marcas , | Publicado em 14.10.09

Uma das coisas que mais me impressiona no mundo televisivo, é a tremenda imaginação que os seus ideólogos demonstram na atribuição de nomes às novelas de produção nacional. A TVI é um verdadeiro case study com as suas dezenas de novelas... Parece que há lá uma mina que jorra nomes para as ditas, alguns deles verdadeiramente "interessantes". Em mim e sem que o controle, nasce uma curiosidade enorme para saber qual o título da próxima novela. Às vezes dou por mim a tentar adivinhar e frequentemente me surgem nomes que nem arrisco partilhar... Não me interesso por nenhuma, por estranho que pareça. Aliás, nutro pelas novelas (sejam nacionais ou não) um desprezo olímpico. Mas que os títulos me interessam, lá isso interessam.

SINGULARIDADES MADEIRENSES

Publicado por António Luís | Marcas , | Publicado em 12.10.09

Alberto João Jardim, esse ditador de pacotilha, como é simpaticamente mimado pela inteligência continental, pensa em tudo, inclusivamente em coisas que, vistas bem as coisa, até nem são más de todo... Por exemplo, aqui na Madeira, uma pessoa não corre o risco de ao abastecer o depósito do carro num dia, constatar que o combustível aumentou umas horas antes, como havia aumentado no dia anterior e por aí fora. Nem corre o risco dos preços aumentarem enquanto abastece, coisa que não é assim tão difícil de acontecer numa bomba da metrópole. Aqui, graças a esse ditador de polichinelo, os combustíveis mantêm o seu preço e, quando sobem ou descem (muito menos vezes do que na main land), a coisa é comunicada aos indígenas, seja pela rádio ou pela TV, seja pelos jornais, inclusivamente aqueles que, segundo a esperteza de Lisboa e arredores, são controlados pelo feroz tirano. Portanto, Alberto João, esse facínora tiranete, até concede umas benesses ao seu pobre e oprimido povo que, para não variar, lhe agradeceu como mais um pleno de vitória nas eleições de ontem. Vistas as coisas de Lisboa, postas assim tão desnudadas, constata-se que por aqui, 300 mil autóctones e "turistas acidentais" (como eu) não passam de uma cambada de asnos, a anos luz da tremenda inteligência iluminada da capital e arredores. Já ontem escrevi. Lisboa é o centro do umbigo desta gente e acidentalmente, existe um rectângulo de país à volta porque sim.

LISBOA EUCALIPTO E O PAÍS ACIDENTALMENTE PEQUENO À SUA VOLTA

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 11.10.09

1 - Quem vê as Tv´s conclui algo geometricamente simples. Lisboa é o umbigo inchado dos Socialistas. Não há mais mundo, nem pouco nem muito interessante, para além dele. A Lisboa desejo, daqui da ilha, que seja muito feliz e claro, o tradicional... ...Boa Noite e Boa Sorte! 2 - Quanto ao resto da nação rendida ao PS (inclusivamente o meu concelho de Penacova que chutou no rabo mais de 20 anos de PSD), penso que tem os autarcas que merece... Sem ironias!

SINGULARIDADES MADEIRENSES

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 9.10.09

Há um candidato à Presidência da Câmara Municipal do Funchal, de seu nome Gil Canha, que se se afirma "Um canhão contra a corrupção!" A criatura é surreal, pese embora coloque o dedo na ferida em muito do que diz, uma espécie de emplastro que por cima do statos quo instalado, vai urrando as suas dores que, afirma, são as dores de muitos sem voz, esmagados pelos discurso formatado pelos mesmos políticos de sempre, grupo de quem, obviamente, se desmarca. É curioso como nesta terra há uma espécie de "escola Alberto João Jardim", leia-se, discípulos de outros partidos e credos que seguem o seu tradicional destempero linguístico e a sua propensão para o discurso politicamente incorrecto. Por muito que se diga e escreva, penso que não existem restrições à liberdade de expressão na Madeira. Há por aqui candidatos, oriundos de todo o espectro partidário, verdadeiramente hilariantes, proferindo as maiores alarvidades. Os incidentes que têm acontecido encontram explicação apenas nos evidentes excessos de linguagem, cujo tratamento in situ é, por vezes, proporcional à carga dramática e ao peso de certas palavras. Há muito esbracejar neste povo. Por vezes não se medem as distâncias e, frequentemente, há sempre alguém demasiado perto...

O SORRISO DE COSTA E OS NOVOS DEPUTADOS DA NAÇÃO

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 8.10.09

1 - Na RTP-1, Fátima Campos Ferreira modera o debate com os candidatos à presidência da Câmara de Lisboa. A única coisa de "interessante" do dito, para além da irritante moderação, é o riso cínico, sobranceiro e permanente, do actual Presidente da Câmara, o socialista António Costa. É por causa dele e de "políticos" como ele que NUNCA votei no PS. O PS tem esta tradição sobranceira e "dona do país e das coisas" que irrita. Já votei em vários partidos, da direita à esquerda, conforme a consciência me ditou face aos enquadramentos de determinadas alturas. É uma atitude desprendida que mantenho relativamente à amarra política tradicional que sempre rejeitei. Contudo, é com manifesto orgulho que digo que NUNCA votei no PS. 2 - Na Sic-Notícias, Ana Lourenço conversa com "deputados estreantes", paridos pelas últimas eleições legislativas. A avaliar pela amostra, podemos dormir descansados que temos ali gente apta... Boa Noite e Boa Sorte!

CURIOSIDADES INSULARES

Publicado por António Luís | Marcas , | Publicado em 6.10.09

Contrariamente ao que alguns papagaios pseudo-intelectuais afirmam e apesar de acidentes e incidentes mais ou menos bizarros nas campanhas eleitorais aqui na Madeira, vejo todos os partidos expressarem-se sem constrangimentos nas ruas, seja do Funchal, seja de localidades menores. Nunca vi nenhum "enviado especial de Alberto João Jardim" a tratar de colocar esses "tresmalhados políticos" na ordem! Inclusivamente, existem partidos cujo radicalismo dos seus dirigentes é levado ao extremo, altura em que olhamos para isso apenas com a única arma compreensível e aplicável para o efeito. O humor! Por muito questionáveis que sejam algumas declarações de Alberto João Jardim, alguns candidatos de alguns partidos são, eles próprios, verdadeiras anedotas humanas, seja pela sua "figura", seja pelas "sumidades" que proferem. Mas como a cobertura das alarvidades que dizem é nenhuma ou a sua própria expressão/dimensão política é quase nula, todas as atenções estão focadas no Presidente do Governo Regional que, ao mais leve suspiro, leva com a "curiosidade" jornalística em cima e com toda a sua macieza analítica. A sério. Aqui, a campanha eleitoral é um filme cómico, muito diferente de algumas passagens dramáticas detectáveis no "politicamente correcto" do continente. Se isso é bom ou mau, não sei. O que sei é que me tenho divertido à brava à custa de tudo isto!

TREINADOR DE MATRECOS

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 4.10.09

1 - O Braga, aquele clube da terceira cidade lusitana, lá vai, pé ante pé, ganhando compulsivamente. A coisa vai em sete seguidas. Os comentadeiros do futebol, a roçar masturbações coletivas, não fazem a coisa por menos e já tratam de encomendar as tarjas de candidato ao título. Pois, pois! Balelas! Esperem só até eles perderem a primeira jogatana. Braga ainda não é a capital da bola... É um pouco mais abaixo e em direcção ao mar... De resto, vão na frente, bem, entre mérito e também alguma sorte!
Braga
2 - A minha AAC lá se vai afundando. É um pouco como a como a ex-terceira cidade. Vai perdendo estatuto, um pouco como as velhas senhoras que cumprem o seu caminho, em saltos altos, rumo à vulgaridade... Agora que estou longe de Coimbra, aperta a saudade, sim, mas ganha-se lucidez quando se olha e pensa sobre ela e sobre as suas "coisas"...
Coimbra
3 - O Sporter cumpre também. Há um certo fatalismo nesta condição verde. Há esperança, mas pouco mais... Já esperamos sem desesperar.

ALONE

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 3.10.09

Amorphis - Alone

É FODIDO

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 1.10.09

Quando a vida e as suas circunstâncias nos tornam fechados, quase incapazes de esboçar sorrisos.
Qual é o preço de um sorriso? Eu pago...