Páginas

PORQUE É COMO O TEMPO QUE FAZ

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 5.12.09

Estava aqui ensimesmado, procurando frases por entre dois sacos de ideias, buscando escrever (porque escrever é como o tempo que faz) como se as palavras andassem a fugir de mim, nos dois sacos rotos, eu que nem as persigo porque o físico se me arrasta num cansaço de elefantes (porque mexer-me é como o tempo que faz) e eu aqui, frente às letras, sem saber do seu desígnio e da sua vontade de acasalarem e parirem palavras e expressões (porque dar à luz é como tempo que faz) sempre comigo aqui, com as crianças ao redor, como se numa capoeira, debicando entretens, experimentando conversas sobre os seus problemas cuja dimensão não se embrulha em nenhuma forma (porque as formas são como o tempo que faz) com o computador arrastado no seu vagar de memórias, com os dedos primindo teclas sempre na ordem quase precisa (porque um engano é como o tempo que faz) logo hoje que pensei em não escrever, porque escrever é como o tempo que faz.

Comentários (0)

Enviar um comentário