Páginas

MAU HUMOR

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 28.2.10


Bem sei que depois de um dia bonito aqui pela ilha - as fotos revelam-no - colocar esta "banda sonora" no final de dia é, no mínimo, estranho.
Mas os meus estados de espírito, às vezes, são assim. Instáveis como o tempo que tem feito...

IMAGENS DE UM DOMINGO NO MEIO DO MAR E DO MUNDO

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 28.2.10



Hoje, 10h da manhã.
Bom Dia!

ESTADOS DO TEMPO- XXXIV (As minhas (in)certezas...)

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 27.2.10


Ao longo dos meus 41 anos de existência e a partir do momento em que comecei a tomar noção da dimensão das coisas e do seu funcionamento, que a meteorologia e o "Estado do Tempo" me fascinam.
Ao longo de todo este tempo, fui coleccionado um conjunto de percepções e "instintos" que, na maioria dos casos não costuma falhar.
O Boletim Meteorológico foi, durante anos, o meu programa de televisão favorito, tendo por isso acompanhado todas as transformações - algumas tão imbecis - por que ele passou. Cheguei a catalogar os meteorologistas conforme o seu poder (ou não) de explicar os gráficos (ainda os vi desenhados a giz em quadros negros...) e claro, tinha os favoritos.
Portanto, ao longo do tempo fui construindo os meus próprios modelos de análise, muito fundamentados na observação do céu e dos fenómenos visíveis e interpretáveis, sobretudo conjugados com determinados e pré-definidos locais/pontos de observação.
Ouvi sempre com enorme (incomensurável) interesse as explicações dos moleiros, fossem os de azenha de água, fossem os dos moinhos de vento existentes em Penacova, onde a minha infância se desenvolveu.
Aprendi (inicialmente) com eles, a interpretar os diversos tipos de nuvens, a forma como "corriam" no céu e a direcção em que o faziam.
Depois de ter aprendido a ler, devorei tudo quanto eram livros que falassem do tempo, fixando as imagens, a terminologia e todo um léxico que fui adaptando e consolidando.
O meu apuro chegou a tal ponto que, mais tarde, cheguei a receber telefonemas em que do lado de lá me questionavam como ia estar o tempo no dia a seguir ou nas próximas horas, sempre que havia a percepção de alguma instabilidade.
Tudo isto para chegar aos últimos dias meteorológicos aqui na Madeira, como até um pouco por todo o país.
Não acreditei no "Alerta vermelho", pelo menos aqui na Madeira, por duas razões sólidas:
1º Ele foi "decretado" pela pressão mediática aqui instalada - logo desprovido de base de sustentação racional;
2º Pela análise que fiz do céu ao longo do dia de ontem percebi que a "tormenta" ia passar ao lado, deixando quando muito uns ventos fortes (deixou...) e uma chuva absolutamente normal.
Entretanto, pela acção do vento, o mar aqui na costa sul apresentou de manhã, vagas com 4 a 5 metros o que, para um mar habitualmente tão calmo, é sempre belo de ver.
Deixo-vos as fotos que obtive hoje, por volta das 10:30h da manhã!

A PROVIDÊNCIA

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 26.2.10


Todo este espectáculo mediático montado à volta da intempérie madeirense caíu como mel na sopa ao sr. Engenheiro Sócrates.
De repente, as atenções antes focadas nos escândalos que o envolvem (ou não...) são passados para segundo e terceiro planos.
E até mesmo Alberto João Jardim declarou paz ao Primeiro-Ministro que, esperto, correu logo para cá, ainda no sábado... Ele há "sentidos de Estado" bem providenciais.
Uma mão lava a outra e as duas lavam a cara, portanto!
Enquanto isso, o governo e a nação seguem prazenteiros, apalermados e, como convém, "emocionados com a desgraça e o gesto"!
Embrulhem e aprendam.

English
All of this media spectacle mounted around last saturday storm here at Madeira, became providential to the Prime-Minister Sócrates.
Suddenly, all the
attention   thal was focused at the scandals surrounding him (or not ...) are passed back to secondary plans.
And even Alberto João Jardim declared peace to the Prime-Minister  when he, smart, ran right over here, on Saturday ... 
He is the "way of State" and a true "angel of providence".
One hand washes the other and both wash the face!
Meanwhile, the government and the nation following leisurely, silly and, as appropriate, "moved by the misfortune and gesture"!
Pack up and learn.

DIFICIL

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 25.2.10


Voltei hoje ao Funchal.
Não fui ao centro, mas percorri a via rápida, sobranceira à malha central da cidade.
Olha-se lá para baixo e percebe-se uma cidade cinzenta. Não só pelo céu que a cobre, mas pelo tom das águas do mar (um cinzento acastanhado), pelos avisos nos painéis electrónicos da Via Rápida - "Evite deslocar-se ao centro do Funchal" e por tanta cara fechada dentro dos carros.
Alguns acessos ao centro estão fechados. O trânsito adensa-se e leva-se meia hora a fazer o que normalmente se faz em 10 minutos.
É difícil aceitar que uma cidade tão agradável no seu centro, tenha sido varrida de forma tão dramática e que, por estes dias, esteja fechada a tanta gente que faz dela um modo de vida, seja pelo seu trabalho, seja por um simples passeio nas suas ruas e na Avenida do Mar.
Passa-se "ali ao perto" mas sem ver o coração.
Difícil!

English
Today I went back to Funchal.
It was not at the center, but simply traveled the highway, overlooking the downtown loop.
You look down there and noticed a gray city. Not only the sky that covers it, but the tone of the sea (a brownish gray), the electronic display warnings on the Highway - "Avoid travel to the
Funchal center " and closed faces inside the cars.
Some access to the center are closed. The traffic thickens up and it takes half an hour to do what is usually done in 10 minutes.
It is difficult to accept that a city so nice at the center, has been swept so dramatically and by these days, closed to so many people  that make it a way of life, either through their work or by a simple walk in its streets and the "Avenida do Mar".
We walk close, but not seeing the heart.
Very tough!

LAMBER FERIDAS

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 24.2.10


A ilha, aos poucos, lá vai lambendo as suas feridas, depois da tormenta de sábado passado.
Esta foto, obtida ontem (23FEV2010) de manhã, revela o "sangrar" de uma ribeira ainda de águas barrentas, marcando com clareza a sua entrada no oceano.
Entretanto, as televisões, com os seus repórteres, começam já a entrar no "plano do enjoo", misturando sensacionalismo com jornalismo de sarjeta e imbecilidades que, não informando um átomo, também não servem de entretém.
Talvez fosse hora de irem embora e deixarem o tempo tomar conta dele próprio!
Os políticos - repare-se na suprema "ironia" - têm vindo cá "inteirar-se da situação e prestar solidariedade".
Não duvido, mas não acredito nos chavões de que o fazem "desinteressadamente". 
Em política isso não existe!

English
The island gradually lick its wounds after last Saturdayt storm .
This photo, obtained yesterday morning (23FEB2010), reveals the "bleed" of a stream, made of muddy water still, clearly marking its entry into the ocean.
However, televisions, with their reporters, are already beginning to enter in "plane of the sickness", mixing sensationalism with journalism gutter and stupidities that says nothing, as they can not serve as entertainment.
Maybe it is time to them, to go away and let the time take care of himself!
Politicians - You better notice the ultimate "irony" - they've been here, "take stock of the situation and in solidarity".
No doubt about it, but i do not believe in platitudes that make "selflessly".
In politics it does not exist!

DÓI

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 23.2.10


Já aqui escrevi que o Funchal é uma magnífica cidade, das mais bonitas que conheço (e conheço bastantes), com um clima e uma luz absolutamente surpreendentes.
Por isso, dói muito ver a cidade no estado em que está.
Deixo-vos uma foto da cidade, obtida em Junho do ano passado, onde toda a luz e beleza da cidade saltam à vista!

English
I' ve already written that Funchal is a magnificent city, one of the most beautiful I know (and I know enough), with a climate and a light absolutely amazing.
That´s why it  hurts so much to see the city as it is, after the last saturday storm. 
Let me share with you a picture of the city, obtained last June, where all its light and beauty  stands out before our eyes! 

ESTADOS DO TEMPO XXXIII (Quando do céu que semeou a desgraça vem a esperança)

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 21.2.10


Depois do temporal, o dia esteve soalheiro e com os habituais 21ºC. Agora ao fim a da tarde, o céu voltou a ficar cinzento, anunciando mais alguma chuva e sobretudo vento. "Um inverno de rigores" de como há poucos registos, cá pela ilha habituada a bonomias climatéricas...
Do mesmo céu que ontem semeou o caos e a desgraça a muitas famílias, hoje surgiu a esperança em forma de helicóptero.
O EH-101 Merlin da Força Aérea efectuou diversos voos de e para a zona do Funchal acudindo, certamente, a quem necessitava.
Apanhei-o (há pouco) da minha varanda, em mais uma corrida rumo à cidade...
 -
English
After the storm, the day was sunny with the usual 21 ° C. 
Now, at the end of the afternoon, the sky turned gray to be announcing some more rain and especially wind.
A "Harsh Winter" with no memory here on the island used to bonhomie weather ... 
From the same sky yesterday sowed chaos and misery to many families, today came the hope in a helicopter. 
The EH-101 Merlin of Portuguese Air Force made several flights to and from the area of Funchal he tends, indeed, to whom needed. 
I got him from my balcony in another run, towards the city ... 

ESTADOS DO TEMPO - XXXII (Temporal - 20FEV2010)

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 20.2.10



Tudo bem desde a minha varanda!
Apenas muita chuva, vento e mar grosso e castanho.
Sócrates vem a caminho.
De repente, o homem dá-se, e bem, a um rasgo de lucidez!
Aqui o "território", é parte da nação, seja lá com que "objectivos"!
O país real, sujeito às forças naturais que ninguém controla e às "outras menos naturais", é bem diferente dos cortejos de lambe-botas que o rodeiam (ao Primeiro-Ministro), bem como dos seus saturantes auto-encómios.
Só lhe fica bem!...

English
Everything okay from my balcony! 
Only heavy rain, wind and rough brown sea. 
Socrates is coming to the island. 
Suddenly, the man gives up, and well, a flash of lucidity! 
Here, the territory is part of nation, whatever that objective! 
The real nation, subject to natural forces that no one controls and other less natural, is quite different from the parade of ass-kisser's who surround him (Prime-Minister) and his saturating  self-praise. 
It only looks good! ...

LADRAR ALTO

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 17.2.10


Sócrates reuniu/vai reunir o seu "pessoal" para lhe dar instruções.
Contra as negras, torpes e descaradas campanhas, soltar os cães para ladrar alto e mostrar a dentadura!
Tenhamos medo! 

Calendário do Nojo: Dia 11

ESTADOS DO TEMPO XXXI - (Hoje de tarde...)

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 16.2.10


Um navio de cruzeiro mergulha num aguaceiro, devidamente assinalado por um arco-íris, hoje, cerca das 17.30h...
O tempo na ilha dá-se a estas bizarrias que, pela sua beleza, atenuam um pouco ao facto de tanta água nos impedir (ilhéus de circunstância), de chegar onde e sobretudo a quem, estando longe, nos faz tanta falta!...
Sendo alguma coisa, não chega...

PESO

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 16.2.10

ESTADOS DO TEMPO - XXX (Três imagens para o mesmo dia)

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 15.2.10

  Alvorada.

 Nascer do sol.

Fim de tarde.

RIR

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 14.2.10


A blogosfera de Lisboa, mantida pelos mesmos de sempre (todos muito inteligentes e conhecidos entre si), anda muito atarefada a tratar de uma manifestação (convocada via sms) de desagravo ao "grande líder"!
Acho bem!
Rir faz bem a todos e o país precisa, de vez, de deixar de ser tão cinzento e mal humorado!
Permito-me, desde já, antecipar a minha posição, aproveitando o slogan de um conhecido festival com nome de cidade brasileira e que ocorre em Lisboa a cada dois anos, sendo que lhe introduzo uma marcante nuance:
EU NÃO VOU!

Calendário do Nojo: Dia 8

CALENDÁRIO IMBECIL

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 12.2.10

A televisão, (e certamente a rádio) hoje, mantiveram o seu (habitual) grau de imbecilidade.
Por ela passaram:
a) Um Juiz 
(como é supremo tem de ser com J grande)
que deu duas entrevistas seguidas e que, cá na minha ignorância, parecia alguém que não tem jeito para mentir. O protagonista da série "Lie to me" precisaria de 2 minutos para o "desmontar"...

b) Um Orçamento de Estado em que ninguém acredita, nem o governo que o concebeu e que foi (responsavelmente) aprovado com os votos a favor (dos servos do chefe) e pelos "caniches" do PSD e CDS/PP. Ah, sono retemperador!... Quem tem pesadelos com gente desta a acautelar o nosso futuro?!...
...Hoje já sei que vou sonhar com vaquinhas a pastar em verdes prados, passarinhos a chilrear, passeios pelo campo com borboletas, risos de crianças... Tranquilidade total!

c) O statos quo actuante - de competência comprovada e à prova de todos os fogos - tratou de colocar os "cães" a ladrar bem alto (e a mostrar a fina dentição) contra a candidatura de Rangel. Típico e cristalino. Ninguém se cansará a tentar entender a coisa...

d) O PSD continua a cumprir com o seu calendário de imbecilidades. A tentação do abismo é demasiado irresistível. Aquela gente precisa de sítios altos para depois "voarem muito quentinhos" na queda!

e) No meio dos seus pesadelos, Sócrates bem pode sossegar quando olha para o PSD. Dali, não lhe virá problema. Aliás, Sócrates sabe que o seu principal problema... é ele próprio!

f) O semanário "Sol" foi objecto de uma mega-campanha de vendas. Aconselha-se o uso , hoje 6ª feira, de óculos de sol!

g) Postas estas imbecilidades no lugar, vemos que o "Calendário do Nojo, entretanto, marca: Dia 6 

DIAS ANDADOS

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 9.2.10

Dias cinzentos... 
...Quando o mar que te liberta, te prende...

Calendário do Nojo - Dia 3

CALENDÁRIO DO NOJO - "Levantemo-nos do chão!"

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 8.2.10

O Latitude 40 apoia!

Imagem daqui

Calendário do Nojo - Dia 2

SAUDADES

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 7.2.10

De ver passar comboios. 
Linha do Norte. Viaduto de Esmoriz, Março de 2009

CALENDÁRIO DO NOJO

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 7.2.10


Proponho-me iniciar agora, aquilo a que chamarei o "Calendário do Nojo".
Todos os posts que publicar aqui terão, no seu final, o "Calendário do Nojo".
Explicando, uma contagem que levará ao fim de Sócrates como Primeiro-Ministro.
Mas há um "mas"...
Temo que esta contagem se arraste ao ponto de ter de desistir dela.
Sócrates continuará!
Querem apostar?!...
O nojo não costuma ter limites.

CALENDÁRIO DO NOJO - DIA 1

CONTRA A SITUAÇÃO - UP THE IRONS!

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 6.2.10



This is what not to do if bird shist´s on you!
The Rime of the Ancient Mariner - part 1 
 

ESTADOS DO TEMPO - XXVIII (Amanhecer e anoitecer na Ilha da Polémica)

Publicado por António Luís | Marcas , | Publicado em 5.2.10

 Amanhecer de hoje, 07:40h da manhã. sem "Lei das Finanças Regionais", sem crise e sem ameaças...

Fim de tarde de hoje, com "Lei das Finanças Regionais", sem crise e sem ameaças...

O tempo e os seus estados passam numa superioridade tranquila sobre o mundo insano dos homens. 
Não há leis que impeçam a sua marcha e as suas faces, umas vezes belas, outras de esgar.
A ilha permanece indiferente ao seu líder, às leis que dizem regulá-la, a tudo o que se diz e desdiz, a tudo o que se escreve ou apaga.
Sendo ilha, o seu tempo e o seu espaço permanecem livres e pertença da natureza. Por isso amanhece e entardece. 
Todos os dias, apenas com o tempo como única e certeira lei!

ZERO A CINCO

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 4.2.10

0 - Judite de Sousa, uma entrevistadora tida como de "referência", conversou com Abel Xavier!
Quando se pensa que está tudo tentado, há sempre alguém com ofício de desmancha-prazeres!...
1 - O Governo está (a todo o custo) a tentar provocar uma crise. Está preocupado com 0,04% para a Madeira e assobia para o lado com os super-milhões de coisas urgentes como o TGV, por exemplo...
2 - O PS e a sua artilharia pesada estão firmes em fazer crer que os 0,04% serão catastróficos para o "rigor" (o que eu me rio com esta palavra!!!...) das contas públicas... E com o jeitinho que lhes é inato, hão-de fazer crer aos incautos que a culpa do descalabro a que a nação está a chegar não é de quem, nos últimos 15 anos, esteve/está há 13 a governar, mas de toda a gente que não tem governado nestes últimos 15 anos.
3 - Interessante também é verificar os obedientes blogues e comentadores do regime, todos alinhadinhos a defender o chefe que dá sopinha para o almoço! Pudera!
4 - Que sejam todos muito felizes!
5 - Boa Noite e Boa Sorte!

A REUNIÃO

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 3.2.10


Acho piada a estas reuniões dos "donos" da nação.
A começar por Cavaco e a acabar em Sócrates, passando por todos os outros "Jarrões de Museu" - uns mais dignos que outros, concedo - tudo está feito para continuar como está. Em processo lento de apodrecimento e degradação.
Alguém duvida que tudo continuará na mesma?
Alguém pensa que um só daqueles homens (e uma mulher) farão algo para alterar alguma coisa nesta nação de treta?
Não me lixem!
Amanhã, a limpeza far-se-á e é como se nada tivesse acontecido. Será mais um dia rumo à imbecilização geral e definitiva da pátria.
Nada a fazer!
Boa Noite e Boa Sorte!

A LATRINA

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 2.2.10


Assistir à palhaçada que graça pelo Portugal continental, se não desse para rir desbragadamente, provocava choro compulsivo.
Parece complicado para os poderes instalados e para uma (agora) maioria relativa, perceber a verdadeira dimensão do embuste que é Sócrates!
Aqui pela Madeira, diz-se à boca cheia pelo rectângulo, há um ditador, um desbocado, um bruto e sei lá mais o quê!..
Mas, sinceramente, o ar que aqui se respira é infinitamente mais limpo que o nauseabundo cheiro a latrina que se sente nalgumas zonas da nação continental e sobretudo da capital!

IRONIAS DO TEMPO*

Publicado por António Luís | Marcas , | Publicado em 1.2.10

A distância cava uma saudade funda.
Não sei bem, tanta vez, como consigo viver sem o teu silêncio, sem as tuas palavras, sem os teus gestos, sem os teus passos (hoje) tão lentos.
Vejo-te, imaginando-te, sentado na beira de um banco duro de cimento, com o olhar preso nos nadas que correm pela estrada, à espera que eu chegue para poderes falar comigo e perceber o quanto me fazes falta!
Junta tua solidão à minha e talvez possamos perceber as lágrimas que me caem da cara, me molham o teclado e me perturbam os dias.
Vi-te tanta vez a passar pelo tempo e hoje, tanta ironia depois, vejo o tempo a passar por ti, sem o respeito que mereces! Obrigado por aí estares!
* Dedicado ao meu pai...