Páginas

A LATRINA

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 2.2.10


Assistir à palhaçada que graça pelo Portugal continental, se não desse para rir desbragadamente, provocava choro compulsivo.
Parece complicado para os poderes instalados e para uma (agora) maioria relativa, perceber a verdadeira dimensão do embuste que é Sócrates!
Aqui pela Madeira, diz-se à boca cheia pelo rectângulo, há um ditador, um desbocado, um bruto e sei lá mais o quê!..
Mas, sinceramente, o ar que aqui se respira é infinitamente mais limpo que o nauseabundo cheiro a latrina que se sente nalgumas zonas da nação continental e sobretudo da capital!

Comentários (0)

Enviar um comentário