Páginas

O COSTA

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 15.3.10


Nos 10 anos em que vivi em Caldas da Rainha, de 1996 a 2006, percebi muito bem os mecanismos da "construção" daquela cidade.
Nessa década conheci, pessoalmente, o seu edil, Fernando Costa (também conhecido por "Turco").
Quando fui Presidente da Pró-Associação de estudantes do Pólo local da ESEL, - escola Superior de Educação de Leiria, reuni com ele pelo menos uma vez, no seu gabinete, com o objectivo de angariar "suporte" para a constituição definitiva da dita Associação.
Desde então que mantive algumas conversas, esparsas, com ele, a maioria delas em plena rua.
Não sei bem a impressão que tenho dele. Apenas posso afirmar que se trata de um homem  comum, simples, que vi vezes sem conta a deslocar-se pela cidade, a pé, sem seguranças ou "jagunços",disponível para falar com qualquer pessoa, sem complexos e sem "mania das grandezas/importâncias".
Ao vê-lo e ouvi-lo no congresso do PSD, percebi, pelo menos, que se trata de um individuo corajoso, sem papas na língua, a quem a jactância  do PSD rotulará de "saloio", sobretudo aquela "elite" politicamente correcta, mergulhada numa intelectualidade de círculo.
Chamou os bois pelos respectivos nomes, (sem deixar de usar de um certo populismo de manual) e revelou aos incrédulos, o PSD actual, isto é, uma amálgama sinistra de interesses e errâncias várias, cuja distância ao país real é mais ou menos a mesma que o actual poder tem à mesma nação.
Adore-se ou deteste-se o homem e o seu estilo,  do pouco que vi e ouvi do congresso, ficou-me o discurso do "Costa".

Comentários (0)

Enviar um comentário