Páginas

OS PASSOS DO COELHO - Parte 2

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 29.3.10

O PSD tem um "novo" líder.
Já aqui escrevi que Passos Coelho é demasiado "plástico". Há nele elementos que cheiram a "produção" para o efeito, logo demasiado claro para não se perceber o essencial.
O PSD, arredado há muito do poder, encarna na perfeição o ambiente de um saco de gatos. Há lá gente, (como há no PS, mas no PS está tudo quieto e calado por via da mão que embala o berço...) que não deixará o novo líder laranja dormir sossegado, arranhando-o, marcando terreno...
Não acredito que Passos Coelho encarne qualquer espécie de salvação nacional, já que nem na sua casa - laranja - mandará, verdadeiramente.
O PSD, o PS e restantes partidos, são-me absolutamente indiferentes. Disto deles toda a distância que a higiene de ideias aconselha. Contudo e dando de barato que certos males não têm cura eficaz e/ou definitiva, preocupa-me constatar que nenhuma alternativa se revela edificável para fazer frente ao statos quo instalado no país e que o vai derrubando numa mansidão bovina.

Comentários (3)

  1. Não nos podemos centrar nos coelhos que vão aparecendo, mas nas enfeitadas tocas que os vão gerando. Enquanto a constituição não passar de um bafiento e inútil catecismo de vãs e fraudulentas intenções, a conspurcada toca não será arejada. O que dizer de um sistema eleitoral que consagra sem decôro uma ditadura desavergonhada dos partidos? A institúida disciplina partidária faz dos nossos parlamentares imberbes meninos de côro para agitar bandeirinhas quando o guião da respectiva paróquia manda,isto para não os apodar de figurantes domados de claques incultas e servilmente obedientes. Como balanço e saldo de curso, constate-se a quantidade de ilustres e notáveis de todas as áreas do sabêr que vão desfilando pelas televisões com a sapiência douta de todas as soluções. Autêntica reserva de proscritos e reformados que não foram capazes de deixar obra. Mérito para a salvaguarda das próprias, múltipas e principescas reformas com que se sabem empanturrar.

  2. Caro A. marques!

    Subscrevo o seu comentário por inteiro...
    Obrigado por aparecer no Latitude 40.

    Cumprimentos.

  3. Passos Coelho é o produto de uma cultura democrática que não pretende fazer cortes radicais.

Enviar um comentário