Páginas

VERGONHA

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 9.3.10

O Primeiro-Ministro, com a maior cara de pau do mundo, falou uma série de "verdades dele".
No final da sua "declaração" aos indígenas, retenho apenas um facto.
Considerou essencial adiar o TGV e outras obras, em nome de mais um plano de nadas.
Uma senhora, líder de um partido da oposição, que há meses alertou para essa necessidade, foi chamada de todos os nomes maus, tendo inclusivamente perdido as eleições por ousar proferir umas quantas verdades, sai agora de cena com cobertura de razão.
Mas claro, isso pouco conta. O que conta é a imensa sabedoria do Primeiro-Ministro e seus servos.
Já agora, relativamente aos "sacrificios" que nos vão ser impostos, tenho a sensação que Portugal está em crise e em "recuperações" sucessivas, eventualmente desde que existe como nação...
Pagam sempre os mesmos.
Uma vergonha.

Comentários (0)

Enviar um comentário