Páginas

O PAPAGAIO QUE SÓ DIZ DISPARATES

Publicado por António Luís | Marcas | Publicado em 4.9.10


Ouvi na rádio, enquanto a paciência aguentou, parte do discurso  do Engº Sócrates em Matosinhos.
Ao ouvi-lo, todas as interrogações são legítimas.
O homem anda a repetir as mesmas coisas de há anos para cá e, desgraçadamente, o país e o seu estado trocam-lhe as voltas ao discurso. 
Coitado.
Com a lata do costume, que ninguém acha ofensiva nem distinta, disse que vai combater o desemprego. E o défice. E a pobreza. E a despesa.
Esforço-me por conter o riso.
Nos intervalos do seu sermão aos pacóvios, pagos para lhe bater palmas, culpou o PSD e a oposição pelos males da nação.
Normal.
Sim.
Só para que conste e para o balanço dos brilhos, desde que tomou posse em 2005, substituindo esse "perigo" chamado Santana Lopes, Portugal tem mais 200 mil desempregados e fecham dezenas de empresas por dia desde então.
Normal.
Sim.
O Homem é o maior e a nação segue tranquila rumo ao abismo.
Boa Noite e Boa Sorte!

Comentários (1)

  1. O que vale é a Frase da Semana...

    "Sou totalmente a favor do casamento gay entre os nossos actuais políticos.

    Tudo o que contribuir para eles não se reproduzirem, é bom para o País. "

    5513

Enviar um comentário